EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Zelenskyy insiste na desmilitarização da central nuclear ucraniana

Visita da AIEA na central nuclear de Zaporíjia
Visita da AIEA na central nuclear de Zaporíjia Direitos de autor ZZEBU
Direitos de autor ZZEBU
De  Luis GuitaEuronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

AIEA diz que "Integridade física" de Zaporijía "foi violada". Presidente ucraniano insiste na necessidade de desmilitarizar a central nuclear

PUBLICIDADE

A "integridade física" da central nuclear de Zaporizhia, na Ucrânia, "foi violada em várias ocasiões", revelou o diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Griossi, esta quinta-feira depois de inspecionar as instalações da maior central nuclear da Europa.

Rafael Grossi, Director-Geral da Agência Internacional da Energia Atómica

"Estamos a terminar a nossa tão aguardada visita à central nuclear de Zaporizhzhia. Acabo de concluir uma primeira visita às áreas-chave que queríamos ver nesta primeira abordagem às instalações. Claro que há muito mais para fazer. A minha equipa vai permanecer e, mais importante ainda, estamos a estabelecer uma presença contínua da AIEA aqui," revelou o director-geral da Agência Internacional da Energia Atómica, Rafael Grossi.

No entanto, o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, na sua mensagem diária noturna, considerou que a Agência deveria ter ido mais longe e criticou a AIEA por não abordar a questão da "desmilitarização" do local.

"A desmilitarização do território das instalações é o objetivo dos esforços ucranianos e internacionais. E é lamentável que ainda não tenhamos ouvido as mensagens apropriadas da (agência) internacional de energia atómica apesar de termos falado do assunto com o Sr. Grossi durante a nossa reunião em Kyiv. Foi o o ponto-chave da segurança nos nossos acordos. Foi claramente sublinhado. Desmilitarização e controlo total pelos nossos trabalhadores," afirmou o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy .

Entretanto, o Presidente da Rússia, Vladimir Putin visitou o enclave russo de Kaliningrado, que faz fronteira com a Lituânia e a Polónia que apoiam firmemente a Ucrânia no conflito com Moscovo, Como parte da sua visita, Putin encontrou-se com estudantes da escola de Kaliningrado para marcar o início do ano lectivo,

De recordar que a região fortemente militarizada na costa do Mar Báltico não partilha uma fronteira terrestre com a Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ocupação russa da Ucrânia pode ter outros propósitos para Moscovo

Central de Zaporíjia "totalmente desligada"

ONU pede fim de atividades militares na central nuclear de Zaporijia