This content is not available in your region

Terror e humor no Festival de Cinema Fantástico de Bruxelas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
BIFFF 2022
BIFFF 2022   -   Direitos de autor  BIFFF

Quarenta anos cheios de sustos e emoções fortes, mas também muita boa-disposição: É assim o Festival Internacional de Cinema Fantástico de Bruxelas (BIFFF), cuja 40.ª edição decorre até este fim de semana.

Pelos auditórios da Exposição Universal da capital belga passam realizadores de todo o mundo: John McTiernan, autor de "Predador" e "Assalto ao arranha-céus", é o convidado de honra. Mas a estrela aqui é o público, sempre muito interventivo, o que faz deste um festival único.

É o que explica Romain Roll, membro da equipa de diretores do festival: "Este é um festival para o público. Programamos os filmes a pensar no público. Sabemos exatamente o que ele quer e a tradição, desde há 40 anos, é ter um público interativo. Todos os nossos convidados - realizadores, produtores, ou atores - têm de cantar. O público está à espera de ouvir uma canção".

Todos os nossos convidados - realizadores, produtores, ou atores - têm de cantar. O público está à espera de ouvir uma canção.
Romain Roll
Diretor do BIFFF

(No vídeo acima, pode ver a prestação da equipa do filme "Follow Her" e comprovar que os convidados do BIFFF têm, certamente, muito mais talento para o cinema do que para a música).

Humor belga marca presença

Quanto à "prata da casa": Na melhor tradição da comédia belga, o humor absurdo e escatológico em roda livre é a receita de "Totem", um filme que, a brincar, fala de um tema muito sério: o bullying.

"Para aqueles que praticam o bullying, muitas vezes é divertido. Mas para quem o sofre é um drama, é algo que não tem piada nenhuma. Por isso, de um ponto de vista, é para rir, mas do outro ponto de vista é um drama", explica Fred de Loof, realizador e ator principal de "Totem".

O festival termina este fim de semana com a atribuição dos prémios nas várias secções competitivas e o já tradicional "Baile dos Vampiros".

Nome do jornalista • Ricardo Figueira

Editor de vídeo • Ricardo Figueira