Ucrânia recupera cidades estratégicas em torno de Kharkiv

Soldados ucranianos numa estrada de Donetsk
Soldados ucranianos numa estrada de Donetsk Direitos de autor AP Photo/Leo Correa
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Kiev anuncia fecho do último reator de Zaporíjia

PUBLICIDADE

Para trás ficam os destroços de equipamento militar russo, à medida que as forças ucranianas recuperam cada vez mais território na região de Kharkiv

Desta feita, Kiev garante que iniciou o avanço sobre a cidade de Kupiansk, estratégica no acesso ao leste do país, depois de ter reerguido a bandeira nacional em Balakliya.

"Fugir é uma boa opção para os soldados russos. Não há, nem haverá, lugar para ocupantes na Ucrânia. Os nossos soldados na frente continuam a movimentar-se em diferentes direções. Desde o início de setembro, as nossas operações já libertaram cerca de 2 mil quilómetros quadrados de território", afirmouVolodymyr Zelenskyy, o presidente ucraniano.

Para além de Kupiansk, o exército ucraniano avança em direção a Izium, onde Moscovo detém uma base militar. São localidades por onde passam as rotas de abastecimento e apoio logístico russo.

Fugir é uma boa opção para os soldados russos.
Volodymyr Zelenskyy
Presidente ucraniano

Por seu lado, as forças russas declaram que a retirada militar em torno de Kharkiv se destina a reforçar os contingentes no leste do país.

Para evitar retaliações irreversíveis, a Ucrânia declara que desligou o sexto e último reator em funcionamento na central nuclear de Zaporíjia.

Mas as bombas russas continuam a cair em Pokrovsk, na região de Donetsk.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia vai recuperar Museu de Balakliya após ataques russos

Habitantes de aldeias libertadas lembram ocupação russa

Bandeira ucraniana volta a ser hasteada em cidades reconquistadas às forças russas