EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Violência na fronteira entre Quirguistão e Tajiquistão provoca 24 mortes

Cessar-fogo entre Tajiquistão e Quirguistão não chegou a durar um dia
Cessar-fogo entre Tajiquistão e Quirguistão não chegou a durar um dia Direitos de autor Danil Usmanov/ AP
Direitos de autor Danil Usmanov/ AP
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os dois países acusam-se mutuamente de reatar o conflito menos de um dia depois de ter sido anunciado um cessar-fogo

PUBLICIDADE

De nada serviu o aperto de mãos entre os chefes de Estado de Tajiquistão e Quirguistão. Pouco depois de anunciarem um cessar-fogo, durante a cimeira da Organização para a Cooperação de Xangai, recomeçava a violência na fronteira entre os dois países da Ásia Central.

De acordo com as autoridades do Quirguistão, os ataques dos vizinhos este sábado provocaram 24 mortes e mais de uma centena de feridos, tendo ainda levado à retirada de mais de 130 mil civis da região.

O Tajiquistão, por sua vez, acusa as forças quirguizes de bombardearem um posto militar e sete aldeias com artilharia pesada.

A fronteira entre os dois países é complexa e nem sempre bem demarcada, com a existência de sete enclaves na região.

As hostilidades não são novidade, na primavera do ano passado um conflito armado de três dias entre os dois países provocou 55 mortes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maioria dos venezuelanos quer anexar território administrado pela Guiana

Os conflitos congelados que põem em perigo a segurança da Europa

Putin visita o Quirguistão