Russos fogem da mobilização das reservas militares de Vladimir Putin

98 mil russos atravessaram a fronteira para o Cazaquistão
98 mil russos atravessaram a fronteira para o Cazaquistão Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Militares na reserva atravessam fronteira para o Cazaquistão e Geórgia.

PUBLICIDADE

Aproximadamente 98 mil russos atravessaram a fronteira para o Cazaquistão, desde que o Presidente Vladimir Putin anunciou uma mobilização parcial das reservas militares para combaterem na Ucrânia. O Cazaquistão e a Geórgia, ambos parte da antiga União Soviética, parecem os destinos mais populares para quem atravessa de carro, de bicicleta ou a pé. Segundo as autoridades, o país vai garantir o cuidado e a segurança das pessoas que fogem da mobilização russa.

A integridade territorial dos Estados deve ser inviolável. Este é o princípio fundamental. Sempre falei disto de forma aberta e clara na arena internacional.
KASSYM-JOMART TOKAYEV
Presidente do Cazaquistão

O Ministério da Defesa russo afirmou que seriam convocadas 300 mil pessoas com experiência de combate prévia, mas surgiram receios de uma convocação muito mais ampla. Ao anunciar o número de russos que atravessam a fronteira, o Ministro do Interior do Cazaquistão, Marat Akhmetzhanov, disse que as autoridades não pretendem enviar as pessoas que fogem de volta para casa, a não ser que sejam procuradas internacionalmente por ações criminosas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comissão europeia inclui petróleo no novo pacote de sanções contra a Rússia

Milhares de casas inundadas no Cazaquistão

Milhares retirados de casa no Cazaquistão e Rússia devido às "piores inundações dos últimos 80 anos"