This content is not available in your region

Governo britânico já não vai cortar impostos aos rendimentos elevados

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AFP, AP
Primeira-ministra britânica e o detentor da pasta das Finanças
Primeira-ministra britânica e o detentor da pasta das Finanças   -   Direitos de autor  Stefan Rousseau/PA   -  

É o primeiro revés para o novo governo britânico. O responsável pela pasta das Finanças, Kwasi Kwarteng, tinha apresentado um plano para reduzir os impostos aos trabalhadores com rendimentos mais elevados mas a reação negativa dos mercados levou o executivo a voltar atrás. 

A iniciativa tinha sido também criticada pela oposição no parlamento e por alguns deputados Conservadores.

Na semana passada, quando foi anunciada a proposta, a libra esterlina caiu para níveis mínimos recorde, forçando o Banco de Inglaterra a intervir, de emergência, para estabilizar a economia.

Também o Fundo Monetário Internacional, e numa das suas raras intervenções em matérias do foro nacional, tinha condenado esta intenção que considerava aumentar as desigualdades.

Esta segunda-feira arrancou o congresso do Partido Conservador, em Birmingham. No exterior juntavam-se centenas de manifestantes preocupados com os planos do governo.