EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Liz Truss discursa na conferência anual do Partido Conservador

Nova primeira-ministra do Reino Unido faz discurso na Conferência do Partido Conservador
Nova primeira-ministra do Reino Unido faz discurso na Conferência do Partido Conservador Direitos de autor frame
Direitos de autor frame
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois da discórdia nova primeira-ministra do Reino Unido tenta redefinir objetivos.

PUBLICIDADE

Todos os holofotes apontados para Liz Truss. A nova primeira-ministra do Reino Unido fez um importante discurso, depois de um conturbado início no cargo em Downning Street. Truss foi obrigada a voltar atrás e a desistir de um corte de impostos para os mais ricos - uma proposta que deu origem a discórdias dentro do Partido Conservador; que foi mal recebida junto dos eleitores e causou grande agitação no mercado. O discurso na conferência anual do partido foi uma tentativa de redefinir objetivos.

Nestes tempos difíceis, é preciso aumentar os esforços. Estou determinada a fazer avançar o Reino Unido, a fazer-nos ultrapassar a tempestade e a colocar-nos numa base mais forte como nação. Nesta missão sou motivada pela minha firme convicção no povo britânico.
LIZ TRUSS
Primeira-ministra do Reino Unido

Mas, aparentemente, muitos britânicos não acreditam nas palavras de Liz Truss. O discurso foi interrompido por ativistas da Greenpeace que ficaram a saber que a nova primeira-ministra pretenderá reverter algumas medidas para combater as alterações climáticas.

Reina o descontentamento, com a greve do setor ferroviário por melhores salários para acompanhar a inflação, uma vez que a crise em relação ao custo de vida no Reino Unido é uma das maiores da Europa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rei Carlos III volta aos compromissos públicos na próxima semana

Cavalos militares correm à solta em Londres e ferem quatro pessoas

Parlamento britânico aprova deportação de migrantes para o Ruanda