Fim da mobilização militar em Moscovo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Fim da mobilização militar em Moscovo
Fim da mobilização militar em Moscovo   -   Direitos de autor  GAVRIIL GRIGOROV/AFP

O Presidente da Câmara de Moscovo anunciou esta segunda-feira o fim da mobilização militar na capital. Sergei Sobyanin disse que os centros de recrutamento, que estão abertos há quase um mês, vão fechar e que Moscovo já recrutou a sua quota de homens enviados para combater na Ucrânia.

Numa declaração publicada no site da autarquia, Sergei Sobyanin disse que os centros de mobilização seriam encerrados até às 14 horas desta segunda-feira e que todos os avisos de convocação previamente distribuídos seriam cancelados.

Várias organizações não-governamentais e advogados desvalorizam a declaração do autarca de Moscovo. Dizem que esta decisão cabe apenas ao presidente, que se amanhã disser que precisa de mais homens todas as cidades terão de contribuir.

Vladimir Putin anunciou aquilo a que chamou de “mobilização parcial de tropas” em 21 de setembro. Desde aí, milhares de homens russos abandonaram o país. Na sexta-feira, disse não prever uma nova onda de mobilização dos russos no exército.