Jornalista russa está "sob proteção de um país europeu"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Marina Ovsyannikova em tribunal (arquivo)
Marina Ovsyannikova em tribunal (arquivo)   -  Direitos de autor  NATALIA KOLESNIKOVA/AFP or licensors

A jornalista Marina Ovsyannikova, conhecida por ter surgido num programa da televisão pública russa com um cartaz contra a ofensiva militar na Ucrânia, fugiu da Rússia com a filha.

A informação foi avançada pelo advogado da jornalista russa, que afirmou que ela se viu "obrigada a abandonar a Rússia" e está atualmente "sob proteção de um país europeu", sem especificar o país em questão.

Depois de ser despedida e multada na sequência do protesto em março na televisão pública, Ovsyannikova tinha ido para a Alemanha, mas voltou a regressar à Rússia, onde continuou a exprimir-se publicamente contra o conflito.

Após a participação numa manifestação, em junho, a jornalista foi acusada de difundir informações falsas sobre o Exército russo, crime passível de uma condenação de até 10 anos de prisão.

Um tribunal de Moscovo decretou-lhe, em agosto, a prisão domiciliária até 9 de outubro, na sequência da qual Ovsyannikova se terá posto em fuga, o que levou as autoridades russas a emitir um mandado de captura.