Em plena invasão russa da Ucrânia Berlusconi e Putin trocam presentes

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Silvio Berlusconi e Vladimir Putin juntos em 2010
Silvio Berlusconi e Vladimir Putin juntos em 2010   -   Direitos de autor  Luca Bruno/Copyright 2010 The AP

O antigo Primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi foi gravado a vangloriar-se pelo facto de ter voltado, recentemente, ao contacto com o presidente russo com quem trocou presentes - vodca por garrafas de Lambrusco, um vinho italiano - acompanhados de cartas "simpáticas". Comentários entre Berlusconi e deputados do Forza Italia, no parlamento.

Uma relação que está a criar polémica com os meios de comunicação a dizerem que ele a Primeira-ministra italiana está "refém de pró-russos" ou que "Berlusconi está a minar o acordo".

Uma notícia que surge quando a coligação conservadora, liderada por Giorgia Meloni, que tem apoiado a Ucrânia na incursão russa, trabalha na nova composição do governo com o partido de Berlusconi a bater-se por pastas como a dos Negócios Estrangeiros.

No final da última campanha eleitoral, Berlusconi tentava justificar a invasão russa dizendo que Putin tinha sido forçado por separatistas pró-Moscovo na região do Donbass.