Milhares sem eletricidade em Kiev

Guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano confirma 36 ataques russos com mísseis

PUBLICIDADE

Várias infraestruturas energéticas na Ucrânia ocidental foram alvo dos ataques russos este sábado.

As autoridades ucranianas identificaram cortes de energia em várias regiões do país e o operador da rede de distribuição elétrica revelou que "a magnitude dos danos é comparável ou pode superar as consequências dos ataques de 10 a 12 de outubro".

Sobre os confrontos no terreno, o governador da região de Kiev disse que a Ucrânia está a ser "atacada intensamente" e o presidente Volodymyr Zelensky confirmou 36 ataques com mísseis. Por outro lado, o porta-voz do ministério da Defesa da Ucrânia revelou que as forças russas conseguiram travar as tentativas de avanço em Luhansk, Donetsk e Kherson. Nesta última região, que foi anexada pela Rússia, as autoridades pediram este aos civis para deixarem a cidade "imediatamente".

Também neste sábado, Zelensky acusou a Rússia de atrasar a saída de barcos de cereais dos portos ucranianos para aumentar a crise alimentar e a tensão política e social. Segundo o presidente, mais de 150 barcos fazem fila para cumprir os contratos “porque Moscovo está a fazer tudo para atrasar o processo”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU: Ocidente exige à Rússia fim dos ataques contra civis na Ucrânia

Forças ucranianas ganham terreno em Kherson

Checos oferecem tanque à Ucrânia para correr com os russos