França deve abrir uma das maiores minas de lítio da Europa até 2027

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
França na corrida ao Lítio
França na corrida ao Lítio   -   Direitos de autor  AP Photo/Juan Karita

Uma das maiores minas de lítio da Europa deverá ser construída em França até 2027. O anúncio foi feito pelo grupo mineiro francês Imerys. O projeto denominado "Emili", localizado em Beauvoir, no Maciço Central, é apoiado pelo governo.

O objetivo da exploração é ajudar a Europa a produzir baterias para veículos elétricos limitando a dependência chinesa. Com a nova mina, será possível extrair 34 mil toneladas de hidróxido de lítio poderiam todos os anos; que servirão para equipar aproximadamente 700 mil veículos elétricos.

O projeto "Imerys" é o segundo maior projeto de lítio na Europa. O primeiro é o “Vulcan Zero Carbon Lithium”, na Alemanha, baseado na exploração energia geotérmica para produzir hidróxido de lítio.

A Sérvia também tinha um projeto do gigante anglo australiano Rio Tinto, que pretendia explorar a maior mina de lítio da Europa, mas a três meses das eleições presidenciais, o governo sérvio recuou, devido à pressão dos residentes e organizações ambientais, que denunciaram os resíduos tóxicos.

Em Portugal, o projeto da Mina do Barroso do grupo britânico Savannah Resources também está a ser fortemente contestado, devido a questões relacionadas com o consumo de água.