EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Projeto luso casa herança têxtil e expressão artística

Projeto "Tear - Territórios Artísticos" exposto em Givors, França
Projeto "Tear - Territórios Artísticos" exposto em Givors, França Direitos de autor João Peseiro Monteiro, Euronews
Direitos de autor João Peseiro Monteiro, Euronews
De  João Peseiro Monteiro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A dupla de Vila Nova de Famalicão levou a Givors o projeto bienal iniciado o ano passado e lançou as sementes para a itinerância do próximo ano. As oficinas com os jovens franceses terminaram mas o trabalho continua nas salas de aula.

PUBLICIDADE

Juntar tradição e inovação, educar pela cultura e pelas artes plásticas, assim se pode descrever o projeto "Tear - Territórios Artísticos" que o coletivo "A Casa ao Lado" trouxe à localidade francesa de Givors.

A interligação entre Direitos Humanos e evolução da indústria têxtil foi o mote das oficinas realizadas em 2021 com crianças e jovens e que resultaram nas peças agora expostas. Nos arredores de Lyon estiveram patentes 98 dos 362 trabalhos realizados em Portugal.

"Vila Nova de Famalicão é uma importante cidade têxtil, com muitas empresas que trabalham na inovação, e queríamos de alguma forma retratar isso num trabalho artístico", explica Joana Brito, da dupla mentora do projeto.

É incrível ver a quantidade de obras de arte que se podem fazer a partir de duas imagens apenas
Mathis
Estudante

O desafio agora lançado aos estudantes de Givors assenta nos binómios Homem-Natureza e Homem-Máquina.

Ricardo Miranda, de A Casa ao Lado, destaca o facto de "os jovens perceberem que estão a fazer um trabalho que vai ser executado com crianças mais pequenas e que elas também podem participar com eles, portanto, e este estímulo de comunidade e de criação conjunta é muito interessante."

As oficinas terminaram mas o trabalho continua nas salas de aula. Quando os jovens concluírem as suas obras, os desenhos são digitalizados e depois estampados para serem expostos no próximo ano deste projeto bienal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Exposição dedicada ao autor das "Aventuras de Tintin" no Círculo de Belas Artes em Madrid

Museu de Belas Artes de Antuérpia reabre ao fim de 11 anos

"The place to be": Art Paris 2024 coloca as galerias de arte francesas no centro das atenções