Grand Slam de Baku: Rochele Nunes conquista medalha de prata

Momento da final de +78kg entre Rochele Nunes e Milica Zabic, em Baku.
Momento da final de +78kg entre Rochele Nunes e Milica Zabic, em Baku. Direitos de autor Gabriela Sabau/FIJ
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Esta é a segunda medalha para a portuguesa em duas semanas, após a medalha de bronze no Grand Slam de Abu Dhabi.

PUBLICIDADE

Chegou ao fim este domingo o Grand Slam de Baku de Judo, que teve lugar na capital do Azerbaijão. A prova terminou com a competição das categorias de pesos pesados.

A portuguesa Rochele Nunes conquistou a medalha de prata no Grand Slam na categoria +78 kg, a categoria mais pesada da competição feminina. Na final, a judoca perdeu, por ippon, no primeiro minuto do tempo regulamentar, contra a sérvia Milica Zabic, que conquistou a única medalha de ouro da Sérvia no torneio.

Esta é a segunda medalha para a portuguesa em duas semanas, após a medalha de bronze no Grand Slam de Abu Dhabi.

As medalhas foram apresentadas por Lisa Allan, membro da comissão executiva da FIJ.

As restantes categorias em prova

A nação anfitriã somou ainda mais vitórias. Em -100kg, o azeri Zelym Kotsoiev foi o herói do dia, tendo conquistado a medalha de ouro frente ao o sérvio Aleksandar Kukolj, graças a um trabalho de pés exemplar, que levou o público ao rubro.

O secretário-geral do comité olímpico do Azerbaijão, Azer Aliyev, apresentou as medalhas.

Ao entrar para o tapete para lutar na final, senti o apoio da assistência, senti-me rodeado por uma atmosfera incrível. Perder não era uma opção, e ganhar a medalha de ouro no ano em que a federação de judo do Azerbaijão completa 50 anos deixa-me particularmente orgulhoso.
Zelym Kotsoiev

A italiana Alice Bellandi sentiu-se certamente no país das maravilhas. Depois da desilusão nos Mundiais, a atleta reivindicou a medalha de ouro em -78kg com uma combinação perspicaz de ataques frente à neerlandesa Natascha Ausma.

A judoca foi premiada pelo diretor desportivo da Federação Internacional de Judo (FIJ), Skander Hachicha.

O ambiente foi ótimo, o público adora realmente o judo. É formidável fazer entrevistas e sessões fotográficas com os fãs.
Alice Bellandi

Em -90kg, o veterano Marcus Nyman regressou mais uma vez sublime, derrotando na final o sérvio Nemanja Majdov com um magnífico golpe de pés.

O director-geral da FIJ, Vlad Marinescu, condecorou o judoca.

Na final de +100kg, Temur Rakhimov, do Tajiquistão, ganhou a sua primeira medalha de ouro num Grand Slam frente ao uzbeque Alisher Yusupov.

As medalhas foram apresentadas pelo diretor de Arbitragem da FIJ, Ki-Young Jeon.

As crianças encheram o estádio durante todo o torneio e este domingo uma delas teve uma oportunidade inesquecível. O jovem de oito anos Muhammed Shahverdili lutou, no final do Grand Slam, frente ao ex-campeão mundial e medalhista de prata olímpico Saeid Mollaei, tendo como treinador o campeão olímpico do Azerbaijão, Elnur Mammadli. Um momento maravilhoso de amizade e de diversão, e uma forma original de celebrar os 50 anos da federação de judo do Azerbaijão.

O balanço da participação portuguesa

Portugal teve mais três judocas em prova este domingo. Jorge Fonseca (-100 kg) e Patrícia Sampaio (-78 kg) foram ambos eliminados na primeira ronda, e Anri Egutidze (-90 kg) foi afastado ao segundo combate.

Para além da medalha de prata de Rochele Nunes, a judoca Telma Monteiro conquistou também a medalha de prata (em -57kg) na jornada inaugural de sexta-feira, perdendo somente na final, frente à canadiana campeã mundial de 2019 Christa Deguchi, numa luta que ultrapassou os seis minutos.

Um final feliz para mais um Grand Slam de Baku.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grand Slam de Abu Dhabi: momentos grandes de judo e bronze para Rochele Nunes

Bárbara Timo conquista medalha de prata no Grand Slam de Abu Dhabi

Jorge Fonseca e Teddy Riner conseguem ouro no Grand Slam de Antália