EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Ucrânia prepara-se para o inverno

Oleksandra Azarkhina entrevistada por Helena Humphrey, da Euronews
Oleksandra Azarkhina entrevistada por Helena Humphrey, da Euronews Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com a infraestrutura energética permanentemente ameaçada pela guerra, manter os cidadãos aquecidos é um desafio. Entrevista com a vice-ministra das Infraestruturas.

PUBLICIDADE

Com uma estrutura energética deficiente e permanentemente ameaçada pela guerra, a chegada do inverno é o grande desafio para quem está na Ucrânia. Enquanto o país enfrenta cortes de energia frequentes e um ataque constante dos russos a instalações energéticos, a Cruz Vermelha e as autoridades locais montam abrigos aquecidos.

Para discutir a situação, a Euronews convidou Oleksandra Azarkhina, vice-ministra das infraestruturas: 

"Estamos a preparar estas instalações para que sejam mais reslientes contra qualquer tipo de ataque. Há a possibilidade de organizar uma chamada defesa passiva, mas isso nunca é suficiente. Se a Rússia tem novas capacidades, novas armas, como drones fornecidos pelo Irão, isso coloca-nos mais problemas. A única solução que temos é descentralizar todos os processos e fazer todo o possível por apoiar as cidades e a infraestrutura crítica. Sinceramente, a maioria dos ucranianos está à procura de soluções para ser mais independente e mais eficiente em termos energéticos, nas suas casas", disse a governante.

A única solução que temos é descentralizar todos os processos e fazer todo o possível por apoiar as cidades e a infraestrutura crítica.
Oleksandra Azarkhina
Vice-ministra ucraniana das infraestruturas

Azarkhina tem esperanças de que o país consiga restaurar todas as capacidades perdidas e pede apoio aos parceiros. O governo está à procura de soluções para medidas contra a crise energética, e nisto está muito dependente do voluntariado e das empresas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bandeira ucraniana hasteada na margem oriental do rio Dnipro

Stoltenberg pede a membros da NATO que reconsiderem limites no envio de armas para a Ucrânia

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa