EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Primeiro ataque em Kherson desde retirada russa

Volodymyr Zelenskyy com Rishi Sunak em Kiev
Volodymyr Zelenskyy com Rishi Sunak em Kiev Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano agradece nova ajuda prometida pelo Reino Unido durante visita surpresa de Rishi Sunak

PUBLICIDADE

Um depósito de combustível de Kherson foi atingido esta noite por mísseis, naquele que terá sido o primeiro ataque contra a cidade desde a retirada das tropas russas, há mais de uma semana.

O presidente ucraniano indicou que 50 por cento das infraestruturas energéticas do país estão atualmente danificadas.

Mas a chegada de um comboio este sábado a Kherson, o primeiro proveniente de Kiev em nove meses, é razão para celebrar para os residentes da cidade, que tentam retomar a normalidade com o fim da ocupação russa.

A população de Kherson passou de 300.000 pessoas antes da guerra para os atuais 80 mil.

No discurso quotidiano à nação Volodymyr Zelenskyy agradeceu o apoio manifestado pelo primeiro-ministro britânico. Rishi Sunak realizou uma visita surpresa à Ucrânia e prometeu ao presidente ucraniano uma nova ajuda do Reino Unido, na forma de equipamento militar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Habitantes de Kherson 'debaixo de fogo' russo

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa