EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Forças russas apontam para a população civil

Rússia continua a bombardear infraestruturas civis na Ucrânia
Rússia continua a bombardear infraestruturas civis na Ucrânia Direitos de autor IHOR TKACHOV/AFP or licensors
Direitos de autor IHOR TKACHOV/AFP or licensors
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bombardeamentos sem fim à vista na Ucrânia.

PUBLICIDADE

Cidades inteiras destruídas numa estratégia do Kremlin que aponta para a população civil. Moscovo bombardeou indiscriminadamente a região de Kherson, na Ucrânia e, pelo menos, duas pessoas morreram.

As autoridades de Kiev fizeram um apelo aos residentes para que se afastarem da cidade precisamente devido a ataques que visam principalmente infraestruturas civis e a população civil, no leste da Ucrânia. Ao que tudo indica, as forças russas arrasaram praticamente a cidade ucraniana de Bakhmut, como afirmou o presidente do país, Volodymyr Zelenskyy.

O porto ucraniano de Odessa, esteve fechado neste domingo, na sequência do último ataque russo ao sistema energético da região, adiantou o Ministro da Agricultura, Mykola Solsky, mas acrescentou as exportações de cereais devem continuar operacionais.

Várias infraestruturas em Odessa ficaram sem eletricidade depois da Rússia ter utilizado drones de fabrico iraniano para atingir duas centrais elétricas, deixando 1,5 milhões de pessoas sem eletricidade. E, em Melitopol, mais de 200 soldados russos terão morrido num ataque levado a cabo pelo exército ucraniano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia: dez mil pessoas obrigadas a abandonar Kharkiv

Putin diz que não quer tomar cidade de Kharkiv

Zelenskyy visita Kharkiv e admite situação "extremamente difícil" na região