EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Pedido formal de adesão à União Europeia

Albin Kurti e Mikulas Bek
Albin Kurti e Mikulas Bek Direitos de autor Bundas Engler/AP
Direitos de autor Bundas Engler/AP
De  Euronews com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Kosovo sabe que tem um longo caminho pela frente, mas garante que não tem dúvidas sobre a vontade em pertencer ao bloco

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro kosovar apresentou esta quinta-feira o pedido formal de adesão à União Europeia (UE).

Albin Kurti apresentou a candidatura ao ministro checo dos Assuntos Europeus Mikulas Bek, cujo país detém atualmente a presidência rotativa da União Europeia.

O Kosovo, o último país dos Balcãs Ocidentais a candidatar-se à adesão sabe que tem um longo caminho pela frente, mas garante que não tem dúvidas sobre a vontade em pertencer ao bloco.

"A União Europeia é um destino que visamos e é o destino que abraçamos", disse Kurti em Praga.

Para o Kosovo, o mais recente país dos Balcãs Ocidentais a candidatar-se à adesão ao bloco de 27, um lugar na UE é um objetivo distante. Cinco estados-membros -  Espanha, Roménia, Eslováquia, Grécia e Chipre - não reconheceram o Kosovo como nação por razões que incluem o receio de que o reconhecimento possa encorajar as unidades separatistas nos seus próprios países.

O Kosovo é um território principalmente de etnia albanesa que declarou a independência da Sérvia em 2008. O governo sérvio recusou-se a reconhecer o estatuto de Estado do Kosovo e continua a considerá-lo parte da Sérvia, apesar de não ter aí qualquer controlo formal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kosovo pede para ser candidato a entrar na UE

Escalada da tensão no Kosovo

Presidente sérvio admite mobilização militar para o Kosovo