Nação argentina celebra o título no Mundial de Futebol do Qatar

Argentinos celebram a vitória no Mundial de Futebol do Qatar
Argentinos celebram a vitória no Mundial de Futebol do Qatar Direitos de autor Matilde Campodonico/AP
Direitos de autor Matilde Campodonico/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhões de argentinos celebraram por todo o país, o terceiro título mundial de futebol, conseguido pela seleção albiceleste no Qatar

PUBLICIDADE

A Albiceleste abraçou o troféu mais desejado do mundo, após duas longas horas de emoções fortes e toda a Argentina exultou.

Em Pinamar, na costa sul de Buenos Aires, tal como por todo o país, os argentinos fizeram a festa do terceiro título mundial de futebol, esperado há 36 anos.

Uma jovem afirma, aliviada e feliz: "Estávamos muito nervosos, na verdade. Estávamos à espera disto. Era o que nos faltava".

Outro, confessa: "Em 1986 não consegui ver a nossa vitória como campeões do mundo, porque eu era pequeno e trabalhava, era muito pobre. Vivia no campo, e com 10 anos não sei o que foi. Mas hoje mostro aos meus filhos como estou feliz e como o meu coração está a rebentar no meu peito"!

Uma mulher diz, convicta: "Isto representa o povo argentino, a garra, a força, o valor, a coragem com que damos tudo".

Um fã incondicional de Messi afirma: "Para mim, Messi é um ídolo. Tenho a mesma idade dele. Vivi tudo de Messi. Não esperava que se consagrasse, até me veem as lágrimas aos olhos".

"A comparação com Maradona é inevitável, mas Messi com a sua frieza, no fundo tem muito coração e muita vontade de ganhar e podemos desfrutar isso também com ele", diz um jovem pai.

O repórter da Euronews, Cyril Fourneris, que testemunhou todas estas emoções comenta: "Há 36 anos que a Argentina, um dos maiores países futebolísticos do mundo, que passou por tantas dificuldades, esperava por este momento. O epílogo é digno de um filme. Lionel Messi, na sua provável última seleção, ofereceu um terceiro título à Albiceleste e gravou o seu nome ao lado do de Diego Maradona no Olimpo do futebol e no coração de milhões de argentinos".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morreu Gianluca Vialli aos 58 anos

Seleção francesa recebida de forma calorosa na gelada Paris

Seleção argentina recebida em festa em Buenos Aires