EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Antigo patrão da FTX extraditado para os EUA

Bankman-Fried nega ter cometido fraude
Bankman-Fried nega ter cometido fraude Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sam Bankman-Fried é acusado de uma das maiores fraudes de sempre no país

PUBLICIDADE

O homem que foi um dos mais ricos do mundo, pelo menos no papel, chegou a Nova Iorque para ser julgado.

Sam Bankman-Fried, o fundador da plataforma de criptomoedas FTX, aceitou ser extraditado das Bahamas. Irá responder por oito acusações naquela que é apresentada como uma das maiores fraudes de sempre nos Estados Unidos.

A FTX abriu falência no passado dia 11 de novembro.

Os dois sócios mais próximos declararam-se culpados e estão dispostos a colaborar com as autoridades norte-americanas.

Bankman-Fried, por seu lado, nega ter cometido fraude, nomeadamente ter utilizado o dinheiro dos seus clientes para investimentos dos quais não tinham conhecimento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sam Bankman-Fried, magnata das criptomoedas, condenado a 25 anos de prisão

Tribunal de Londres decide que Assange pode recorrer da ordem de extradição para os EUA

Bitcoin ultrapassa os 60 mil dólares