EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Zelenskyy discursou perante as duas câmaras do congresso dos EUA

Kamala Harris e Nancy Pelosi com uma bandeira ucraniana autografada pelas tropas da linha da frente em Bakhmut, enquanto Zelenskyy discursa no congresso dos EUA
Kamala Harris e Nancy Pelosi com uma bandeira ucraniana autografada pelas tropas da linha da frente em Bakhmut, enquanto Zelenskyy discursa no congresso dos EUA Direitos de autor Jacquelyn Martin/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Jacquelyn Martin/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de ter sido recebido por Joe Biden na Casa Branca, o presidente da Ucrânia discursou perante as duas câmaras do congresso dos Estados Unidos

PUBLICIDADE

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, fez um discurso histórico numa sessão conjunta do congresso dos Estados Unidos, numa viagem destinada a refutar as tentativas russas de mostrar que as relações entre Washington e Kiev estão a "arrefecer".

Zelenskyy explicou aos congressistas norte-americanos o que disse ser a situação real na Ucrânia.

"No ano passado 70.000 pessoas viviam em Bakhmut. Nesta cidade, agora, apenas alguns civis permanecem. Cada centímetro daquela terra está ensopado em sangue, com armas a rugir a cada hora; as trincheiras no Donbass mudam de mãos várias vezes ao dia num combate feroz e até mesmo numa luta corpo a corpo, mas o Donbass ucraniano está de pé".

Um discurso muito aplaudido, até mesmo por alguns republicanos que não se têm entusiasmado com aquilo a que chamam "um cheque em branco" dos democratas para financiar a guerra contra a Rússia.

Anteriormente, Zelenskky tinha sido recebido na Casa Branca, pelo presidente Joe Biden, onde expressou a sua gratidão pelo apoio do governo e do povo americano e garantiu um novo apoio de Washington de milhares de milhões de dólares e a promessa de ajuda à Ucrânia a persuadir uma "paz justa".

Parte do mais recente pacote de ajuda dos EUA é a muito esperada bateria de mísseis Patriot,  o mais avançado sistema de mísseis terra-ar que o ocidente disponibiliza à Ucrânia.

A Rússia avisou anteriormente que isto assinalava uma escalada no conflito, com intensificação dos ataques em território ucraniano.

Mas Zelenskyy deixa os Estados Unidos confiante e com uma mensagem de gratidão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Civis de Bakhmut sobrevivem graças à ajuda humanitária

"Não há limites" ao financiamento do Exército russo, diz Putin

"Somos capazes de derrotar a Rússia", diz conselheiro ucraniano