EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Kevin McCarthy confiante em ser eleito presidente à 14.ª votação no Congresso

Kevin McCarthy mantém-se favorito à sucessão de Nancy Pelosi
Kevin McCarthy mantém-se favorito à sucessão de Nancy Pelosi Direitos de autor Alex Brandon/AP
Direitos de autor Alex Brandon/AP
De  Francisco Marques
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grupo de bloqueio na bancada republicana mantém o favorito da maioria da Câmara dos Representantes na expetativa para se tornar "speaker"

PUBLICIDADE

Após perder 13 votações ao longo de quatro dias, Kevin McCarthy mostrava-se confiante de que já havia garantido os votos suficientes para ser eleito presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos à 14.ª ronda de votos, marcada para as 22 horas locais (03h da manha em Lisboa).

Exatamente dois anos após a invasão do Capitólio, por apoiantes de Donald Trump, foi também a ala republicana mais próxima do ex-presidente que continuou a bloquear neste 6 de janeiro de 2023 a eleição de McCarthy.

O representante republicano pela Califórnia precisava de alcançar  218 votos para garantir a sucessão da democrata Nancy Pelosi como "speaker" da Câmara baixa do Congresso dos Estados Unidos, mas na 13.ª ronda ficou a quatro votos.

O outro nomeado republicano, Jim Jordam, representante do Ohio, a somar seis votos, e o único nomeado democrata, Hakeem Jeffries, de Nova Iorque, a somar todos os 212 votos da respetiva bancada.

Dois representantes limitaram-se a votar "presente" nessa ronda 13 e, se o mesmo se repetir na 14, basta a McCarthy conseguir 217 votos.

“Não é como começa. É como acaba. E agora tenos de acabar isto para o povo americano”, dizia McCarthy aos jornalistas poucas horas antes da 14.ª ronda de votação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão