EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Manifestação pelo direito à greve

Manifestação de professores em Lisboa
Manifestação de professores em Lisboa Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de professores participaram no protesto em Lisboa contra a decisão do Tribunal Arbitral, que decretou serviços mínimos durante as greves convocadas para fevereiro

PUBLICIDADE

Milhares de professores de todo o país juntaram-se mais uma vez em Lisboa para pedir melhores condições salariais e de trabalho.

Este foi o terceiro protesto promovida pelo Sindicato de Todos os Profissionais da Educação (STOP) desde dezembro, e foi também a resposta à decisão do Tribunal Arbitral, que na sexta-feira decretou serviços mínimos nas escolas durante as greves convocadas para fevereiro.

O coordenador do STOP salientou o facto de um “mar de gente ter aderido ao protesto que foi marcado apenas há sete dias”, quando o sindicato tomou conhecimento que a tutela pretendia que fossem estabelecidos serviços mínimos nas escolas caso as greves continuassem. Questionado pela Lusa sobre quais as condições necessárias para suspender as greves, André Pestana salientou que essa “não é uma decisão do STOP e que "são os milhares de pessoas que estão hoje a na rua que vão dizer quando parar”.

Na semana passada, o ministério da Educação solicitou a definição de serviços mínimos para situações como a garantia de servir refeições aos alunos ou permitir a permanência dos alunos com necessidades educativas especiais. Os professores que hoje se manifestaram em Lisboa gritam contra uma “escola depósito” e uma “escola restaurante”, defendendo uma “escola para aprender e ensinar”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greve dos professores em Lisboa

Milhares de professores protestam em Lisboa

Alunos ao lado dos professores da Hungria