EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Presidente dos Conservadores demitido do governo britânico por quebra do código

Nadhim Zahawi a sair da residência oficial do primeiro-ministro do Reino Unido
Nadhim Zahawi a sair da residência oficial do primeiro-ministro do Reino Unido Direitos de autor AP Photo/Kirsty Wigglesworth, Arquivo
Direitos de autor AP Photo/Kirsty Wigglesworth, Arquivo
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nadhim Zahawi integrava o executivo sem ter qualquer pasta e é a segunda demissão na equipa de Rishi Sunak. Esta devido a uma dívida às Finanças

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro do Reino Unido demitiu o atual presidente do respetivo Partido Conservador e até aqui também membro sem pasta do atual executivo.

Nahim Zahawi quebrou o código ministerial e é a segunda baixa na equipa de Rishi Sunak depois da saída de Gavin Williamson, também sem pasta, em novembro, este devido a acusações de assédio laboral.

Na perspetiva de Sunak, Zahawi quebrou o código ministerial ao não ter incluído o pagamento de uma dívida de 5,5 milhões de libras às Finanças na respetiva declaração de interesses nem ter informado do devidamente do assunto o atual chefe de governo ou a antecessora, Liz Truss, que o incluíram nos respetivos executivos.

Em causa está a dívida, o alegado pagamento e as conclusões da investigação pedida na segunda-feira pelo primeiro-ministro ao respetivo conselheiro de ética. O relatório final foi apresentado esta domingo e teve por consequência a demissão imediata de Zahawi devido à falha de não ter informado devidamente os chefes de governo.

Ministro das Finanças nos derradeiros dias do governo liderado por Boris Johnson, Zahawi agradeceu por carta a confiança inicial de Rishi Sunak, lembrou a altura em que fugiu da perseguição no Iraque e chegou ao Reino Unido sem falar inglês, mas onde diz ter construído "um negócio de sucesso" e ter servido "em alguns dos mais altos gabinetes do governo".

O até presidente do Partido Conservador e também membro do executivo sem pasta pediu desculpa à família pelo sucedido e prometeu continuar nos bancos de trás da bancada parlamentar de Westminster a apoiar o governo durante os próximos anos.

Outras fontes • Guardian, BBC, Lusa, AP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rishi Sunak multado por não usar cinto de segurança

Primeiro teste no parlamento britânico

Rishi Sunak é o primeiro chefe de Governo de Carlos III e promete corrigir o passado