EUA ponderam resposta à presença do balão chinês nos seus céus

O suposto balão chinês detetado nos céus do Montana, nos EUA
O suposto balão chinês detetado nos céus do Montana, nos EUA Direitos de autor Larry Mayer/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Pentágono está a ponderar a resposta a dar à presença de um suposto balão chinês de espionagem nos céus dos Estados Unidos

PUBLICIDADE

O Pentágono está a considerar como responder aos avistamentos de um suposto balão espião chinês sobre os EUA.

Os oficiais de defesa dizem que estão a seguir o objeto mas não tencionam abatê-lo para evitar ferir pessoas no terreno.

O balão foi recentemente avistado sobre estados ocidentais e forçou a um breve encerramento de um aeroporto na cidade de Billings, no Montana, por precaução.

Segundo disse aos repórteres da Casa Branca um alto funcionário da Defesa, sob anonimato, o Montana, um dos sítios onde o balão foi visto, alberga um dos três campos de silos de mísseis nucleares dos EUA, na Base da Força Aérea de Malmstrom.

Questionada sobre o misterioso balão, Mao Ning, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, disse:

"A China não tem qualquer intenção de violar o território e o espaço aéreo de qualquer país soberano. Quanto ao balão, estamos a analisar e a verificar a situação e esperamos que ambos os lados possam tratar disto juntos com calma e cuidado".

A China lançou uma série de satélites, que Washington acredita serem destinados a espiar os EUA.

Os analistas dizem ser improvável que o balão proporcione qualquer benefício adicional à recolha de informação chinesa, mas aumenta ainda mais as tensões entre os dois países.

Este caso surge quando o Secretário de Estado, Antony Blinken, se prepara para a sua primeira viagem a Pequim, prevista para este fim de semana, para tentar encontrar algum terreno comum.

Embora a viagem não tenha sido formalmente anunciada, tanto Pequim como Washington têm estado a falar da sua chegada iminente.

Não é claro se a descoberta do balão pode ter impacto nos planos de viagem de Blinken.

O jornal The Billings Gazette, publicou uma fotografia de um grande balão branco, mas o Pentágono não confirmou se esse era o balão de vigilância. 

O balão podia ser visto a entrar e a sair das nuvens e tinha o que parecia ser uma matriz solar pendurada no fundo, disse o fotógrafo da Gazeta, Larry Mayer.

Mais um foco de tensão

As tensões com a China são particularmente elevadas em numerosas questões, desde Taiwan e o Mar do Sul da China aos direitos humanos na região ocidental chinesa de Xinjiang e à repressão dos ativistas da democracia em Hong Kong.

Não menos importante é o apoio tácito da China à invasão russa da Ucrânia, a sua recusa em controlar o programa de mísseis balísticos em expansão na Coreia do Norte e as disputas em curso sobre comércio e tecnologia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA procuram destroços de "balão-espião" da China

EUA e China declaram tréguas provisórias

EUA e China agravam "guerra comercial" enquanto se sentam à mesa