EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Kosovo avança para a criação da associação dos municípios sérvios

No parlamento sérvio, os  deputados exibem cartazes onde se lê: "Não ao ultimatum!" e "Vucic, traiu o Kosovo"
No parlamento sérvio, os deputados exibem cartazes onde se lê: "Não ao ultimatum!" e "Vucic, traiu o Kosovo" Direitos de autor Darko Vojinovic/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Darko Vojinovic/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sob pressão de Washington, o Kosovo abre a porta à criação da associação dos cinco municípios sérvios, prevista nos acordos de 2013

PUBLICIDADE

O Kosovo abre a porta à criação da controversa associação dos cinco municípios maioritários sérvios.

Mas Pristina estabelece as suas condições, pois isso significaria dar à minoria sérvia uma entidade política firme.

A decisão visa cumprir os acordos de 2013 para permitir as conversações com Belgrado.

Esta medida dará ao presidente sérvio margem de manobra para iniciar conversações com o que Belgrado ainda considera uma província rebelde, mas que quase toda a comunidade internacional reconhece como um país independente.

Para tentar convencer a opinião pública no país, o presidente sérvio, Aleksandar Vucic, argumenta: "Seríamos nós um pária europeu? Sim, tornar-nos-íamos nisso. Completamente isolados, ninguém falaria connosco. Não teríamos acesso a quaisquer fundos, não se pode funcionar sozinho no mundo moderno".

Os ultra-nacionalistas são difíceis de convencer, pois consideram qualquer movimento no sentido do reconhecimento do Kosovo como país independente uma afronta, e deram a conhecer isto à Vucic no próprio parlamento.

Também nas ruas de Belgrado cerca de uma centena de pessoas participou numa manifestação contra qualquer progresso no sentido de um entendimento político com o Kosovo.

Pristina tem estado sob pressão de Washington. O embaixador dos Estados Unidos no Kosovo  exortou na terça-feira o governo kosovar a avançar com a formação da associação de municípios sérvios e a ajudar a completar um acordo de paz negociado pela UE com o seu antigo mestre, a Sérvia.

Jeffrey M. Hovenier disse que os EUA esperavam que o Kosovo "cumprisse as suas obrigações", descrevendo a formação da associação como "crítica, importante e urgente".

Em 2013, o Kosovo comprometeu-se a dar mais autonomia aos sérvios locais, que se recusam a reconhecer a sua independência de 2008, através de uma tal associação como parte de um acordo de paz. Contudo, o mais alto tribunal do Kosovo afirmou que algumas partes do acordo violavam a constituição e deveriam ser alteradas antes da sua entrada em vigor.

A situação continua ainda muito tensa entre os dois países.

Na semana passada, enviados da União Europeia, EUA, Alemanha, França e Itália encontraram-se com líderes de ambos os lados para tentarem convencê-los a assinar um acordo de 11 pontos destinado a aliviar as tensões que persistem desde o seu conflito de 1998-99.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kosovo mais perto de aderir ao Conselho da Europa. Decisão final tomada em maio

Censos no Kosovo abrem polémica por incluírem perguntas sobre danos de guerra

Milhares de sérvios do Kosovo protestam contra decisão de abolir o dinar