EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

A procura de sobreviventes debaixo dos escombros na Turquia

Anelise Borges, jornalista da Euronews, na Turquia.
Anelise Borges, jornalista da Euronews, na Turquia. Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A enviada especial da Euronews, Anelise Borges, acompanhou de perto o trabalho das equipas de salvamento na Turquia. Veja aqui o vídeo¨!

PUBLICIDADE

O número de mortos na sequência dos sismos que afetaram a Turquia e a Síria não pára de aumentar. O último balanço dá conta de mais de 25 mil vítimas mortais.

Anelise Borges, jornalista da Euronews, está na Turquia e acompanhou, de perto, as operações de resgate.

A perigosa missão das equipas de busca e salvamento nos escombros, em Antakya, é interminável. Uma equipa turca concordou levar a equipa da Euronews durante uma dessas operações. No terreno, todos têm sido chamados a ajudar.

Muitos dos que estão envolvidos na escavação dos escombros para tentar encontrar sobreviventes são voluntários sem experiência prévia, mas isso não os impede de continuar.

No local visitado pela Euronews, havia um edifício de cinco andares. Agora, as únicas coisas que restam são detritos e esperança, contra todas as probabilidades.

Equipa da Euronews assiste a operações de resgate

Durante a reportagem, a nossa jornalista presenciou o trabalho das equipas de resgate no terreno.

A dada altura, os socorristas começaram a ouvir ruídos e pediram a toda a gente que estava nas ruas para se calar. Desligaram, inclusivamente, os motores dos carros e escavadoras.

Eles estavam a comunicar com alguém que estava debaixo dos escombros e agora essa pessoa está finalmente pronta para sair. Trouxeram mais equipas e equipamentos e também chamaram membros da família para tentar orientar os socorristas, relativamente ao plano do edifício, para acelerar o processo.

Momentos depois, numa fase crucial para este resgate, ouviu-se um grito repentino, uma barreira colpasou e o caos instalou-se.

Os socorristas corriam pelos escombros e as buscas foram suspensas até à notícia de que se tratava de um falso alarme. Funcionários turcos acusam quem faz pilhagens de tentar espalhar informações falsas.

Pouco depois, os socorristas regressaram e as famílias também. Uma habitante turca falou com a Euronews e mostrou-se esperançosa de ainda ver com vida o irmão, a esposa do irmão e os filhos.

Tenho esperança porque há pessoas que foram encontradas com vida nos escombros
Familiar de vítima dos sismos

Mas o milagre pelo qual muitos esperavam, não aconteceu esta noite. E a dor, que já é imensa, cresceu um pouco mais. Como se a onda de ódio e destruição, que submergiu este país, não quisesse retroceder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia: Sobreviventes desesperam por ajuda nas ruas da Antakya

EUA esperam resposta positiva de Israel sobre acordo de cessar-fogo e de reféns em Gaza

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações