Jens Stoltenberg abandona liderança da NATO no final de setembro

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO
Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO Direitos de autor Jacquelyn Martin/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Secretário-geral da NATO ocupa o cargo desde 2014 e tinha prolongado mandato até 30 de setembro deste ano.

PUBLICIDADE

Jens Stoltenberg pretende abandonar o cargo de secretário-geral da NATOno final do mandato, que termina em outubro. O anúncio foi feito este domingo por uma porta-voz da organização, que lembrou que o ex-primeiro-ministro da Noruega permanece nas atuais funções desde 2014.

"[Stoltenberg] não tem a intenção de pedir um novo prolongamento do mandato", afirmou a porta-voz na NATO, Oana Lungescu, recordando que o mandato do secretário-geral foi prorrogado três vezes, estando nove anos no cargo.

Em março de 2022, após a invasão russa da Ucrânia, os dirigentes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) decidiram prolongar o mandato de Stoltenberg até 30 de setembro deste ano.

Esperava-se que o economista e político norueguês e antigo líder do Partido Trabalhista (até 2013) assumisse o cargo de chefe do Banco Central nos meses seguintes, mas acabou por desistir do cargo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estamos a enviar uma mensagem à Rússia", diz secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg

Stoltenberg diz que Putin "cometeu grande erro" na Ucrânia

Polónia quer acelerar reforço da segurança na fronteira com a Bielorrússia