EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Cimeira do G20 termina sem acordo

Chefe da diplomacia da Rússia, Sergei Lavrov, e secretário de estado norte-americano Antony Blinken
Chefe da diplomacia da Rússia, Sergei Lavrov, e secretário de estado norte-americano Antony Blinken Direitos de autor Olivier Douliery/AFP
Direitos de autor Olivier Douliery/AFP
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O encontro dos chefes da diplomacia do G20 termina em Nova Deli com os Estados Unidos longe da convergência com a China e Rússia devido ao conflito na Ucrânia

PUBLICIDADE

O encontro de chefes da diplomacia do G20 terminou em Nova Deli sem acordo devido às divisões em torno do conflito na Ucrânia.

Os anfitriões indianos não conseguiram obter uma posição conjunta devido às consideráveis diferenças entre os participantes.

O secretário de estado norte-americano afirmou que o conflito pode acabar rapidamente, tudo depende da vontade do líder russo.

"Cada membro do G20, e praticamente todos os países, continuam a suportar os custos da guerra de agressão da Rússia, uma guerra que o Presidente Putin poderia terminar amanhã se assim o decidisse", disse o chefe da diplomacia norte-americana, Antony Blinken.

Nas declarações finais, o ministro russo dos negócios estrangeiros deixou claro que está pronto a considerar o que definiu como "propostas sérias" para terminar o conflito.

Temos repetidamente afirmado publicamente que nunca recusamos propostas sérias que são feitas com base num desejo sincero de encontrar uma solução política
Sergei Lavrov
Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia

"Em relação à assistência na resolução da crise [ed. Ucrânia], temos repetidamente afirmado publicamente que nunca recusamos propostas sérias que são feitas com base num desejo sincero de encontrar uma solução política", disse Sergei Lavrov.

Entretanto, na Suíça, onde vários países têm estado a participar na Conferência sobre Desarmamento em Genebra, os participantes ocidentais abandonaram a sala durante um discurso do número dois da diplomacia russa.

O Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros russo Sergey Ryabkov salientou que a iniciativa de Vladimir Putin de suspender o Tratado Nuclear NEW START, o último pacto de armas nucleares que resta com os Estados Unidos, surgiu em resposta às políticas norte-americanas sobre a Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

À procura de aliados

Lavrov em Luanda à procura de apoio

Rússia diz que ocidente "proibiu" Zelenskyy de chegar a acordo de paz em março