Forças russas fecham o cerco mas Bakhmut resiste

Ministério da Defesa russo declarou que o ministro Serguei Choigu visitou um posto na região de Donetsk
Ministério da Defesa russo declarou que o ministro Serguei Choigu visitou um posto na região de Donetsk Direitos de autor ARIS MESSINIS/AFP or licensors
Direitos de autor ARIS MESSINIS/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Tropas ucranianas repeliram mais de 150 ataques à cidade em 24 horas

PUBLICIDADE

O epicentro da guerra na Ucrânia, a cidade de Bakhmut, continua a ser palco de uma violenta batalha pelo controlo e também de um sucessivo confronto de versões.

O lado russo, através do grupo paramilitar Wagner, garante que tem a localidade "praticamente cercada". Na verdade, as forças russas ocupam três das quatro estradas de acesso, o que dificulta o abastecimento das tropas ucranianas. 

Mas precisamente o exército ucraniano assegura que "a situação é difícil, mas está sob controlo", indicando este sábado ter repelido mais de 150 ataques russos no espaço de 24 horas.

O Ministério da Defesa russo declarou que o ministro titular, Serguei Choigu, visitou um posto avançado na região de Donetsk, onde se situa Bakhmut, sem precisar exatamente onde. 

A cidade, que se tornou no símbolo atual do conflito ucraniano, está em grande parte destruída. A sua queda pode abrir a porta ao avanço russo sobre outros focos de resistência em Donetsk.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques russos na Ucrânia fazem pelo menos oito mortos

Ucrânia diz ter abatido bombardeiro russo de longo alcance

Pelo menos 13 mortos e 61 feridos em ataque russo à cidade ucraniana de Chernihiv