Erdogan promete a reconstrução das zonas devastadas pelos sismos

Recep Tayyip Erdogan visita a província de Hatay devastada pelos sismos
Recep Tayyip Erdogan visita a província de Hatay devastada pelos sismos Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente turco visitou no domingo a província de Hatay, uma das 11 províncias turcas devastadas pelos sismos e prometeu a reconstrução das casas

PUBLICIDADE

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, prometeu a reconstrução durante uma visita a cidades de tendas na província de Hatay.

Centenas de milhares de pessoas, em 11 províncias do país, estão abrigadas em tendas ou alojamentos temporários, depois de a zona ter sido atingida de forma especialmente dura pelo terramoto de 6 de fevereiro.

A resposta de Erdogan e do seu governo à catástrofe natural, tem sido alvo de críticas e acusações de não terem preparado o país, propenso a sismos, para uma catástrofe esperada.

O número de mortos do terramoto aumentou agora para 48.000 só na Turquia, com pelo menos mais 6.000 na Síria. Hatay sofreu numerosos abalos secundários que somaram vítimas e sofrimento.

Apelo aos doadores internacionais

Está marcada uma conferência internacional de doadores a ter lugar em Bruxelas a 16 de março para recolher fundos para ajudar a reconstruir as áreas afetadas.

Diversos organismos têm feito o difícil exercício de calcular os custos totais do terramoto. Têm surgido diversos dados, em função das fórmulas de cálculo, mas os números são sempre astronómicos.

Custos ultrapassam os cem mil milhões de dólares

O Turkish Business Journal calculou o custo em quase 45 mil milhões de dólares.

A Confederação Turca de Empresas e Empresários estima o custo total do terramoto em 84,1 mil milhões de dólares, com parte de leão a pertencer à habitação, com 70,8 mil milhões de dólares; o rendimento nacional perdido fixado em 10,4 mil milhões de dólares e os dias de trabalho perdidos em 2,91 mil milhões de dólares.

De acordo com os cálculos das Nações Unidas, do Banco Mundial e da UE, o custo do terramoto para a Turquia será superior a 100 mil milhões de dólares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares tentam sobreviver um mês após os sismos na Turquia e na Síria

Turquia: Turismo mantém-se apesar dos sismos

Vitória da oposição é sinal de "ingratidão", dizem apoiantes de Erdoğan na Turquia