Jovens médicos em greve no Reino Unido

Manifestação de médicos em greve no Reino Unido
Manifestação de médicos em greve no Reino Unido Direitos de autor James Manning/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os médicos recém formados do Reino Unido estão em greve por 72 horas, exigindo aumento salarial de 35%. O SNS prevê graves perturbações nos serviços

PUBLICIDADE

No Reino Unido, os médicos recém formados iniciaram uma greve de 72 horas, esta segunda-feira, exigindo melhores condições de trabalho e aumento de salário.

Segundo o Serviço Nacional de Saúde do país, a greve de mais de 36.000 médicos pode causar "grandes perturbações".

O SNS britânico pediu ao público para utilizar a linha direta apenas em casos de necessidade urgente e promete dar prioridade a pessoas que necessitem de cuidados intensivos, recém-nascidos e pessoas que sofram de trauma.

Os médicos internos dizem que desde 2008, os seus salários desvalorizaram 26% e pedem agora um aumento salarial de 35%.

É mais uma classe a juntar-se a tantas outras que têm agitado o país com movimentos de protesto - professores, enfermeiros, operadores de ambulâncias, entre outros.

A tensão social no Reino Unido tem sido agravada pelo aumento do custo de vida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Médicos internos fazem greve de 96 horas no Reino Unido

"Mega greve" na Alemanha: Voos, comboios e autocarros cancelados segunda-feira

Greve histórica de enfermeiros cancela milhares de consultas e operações no Reino Unido