"Mega greve" na Alemanha: Voos, comboios e autocarros cancelados segunda-feira

Manifestação de trabalhadores filiados no sindicato Verdi, na Alemanha
Manifestação de trabalhadores filiados no sindicato Verdi, na Alemanha Direitos de autor Marcus Brandt/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os alemães vivem o caos nas deslocações esta segunda-feira, com aviões, comboios e autocarros parados, devido à greve geral nos transportes

PUBLICIDADE

A Alemanha acordou para num caos generalizado nos transportes, na segunda-feira, após dois dos maiores sindicatos do setor do país terem convocado uma greve a nível nacional. É a maior greve a que o país assiste nos últimos 30 anos.

O sindicato dos trabalhadores dos serviços Verdi e o sindicato do EVG, que representa muitos trabalhadores dos caminhos-de-ferro, anunciaram a greve.

É raro que os sindicatos unam forças desta forma na Alemanha. A greve segue-se a uma série de conversações fracassadas com os empregadores nas últimas semanas.

"Pensamos que haverá uma ampla participação na greve", disse o líder do Verdi, Frank Werneke, numa conferência de imprensa.

Esta não é a única greve planeada na Europa - para mais detalhes sobre outros países, leia este artigo.

Quando é a greve na Alemanha?

Oficialmente, a greve na Alemanha começou à meia-noite da madrugada de segunda-feira 27 de março e está marcada para durar todo o dia de segunda-feira.

Contudo, alguns aeroportos cancelaram voos programados para chegadas ou partidas no domingo.

É provável que os efeitos durem até terça-feira, sendo que alguns operadores já cancelaram os serviços também nesse dia.

Quais os aeroportos e estações ferroviárias que serão afetados pela greve alemã?

A greve é de âmbito nacional e os sindicatos envolvidos representam a maioria da mão-de-obra dos transportes. O Verdi representa mais de 2,5 milhões de trabalhadores do setor público, enquanto o EVG representa cerca de 230.000 trabalhadores nos caminhos-de-ferro e nas empresas de autocarros.

Os voos foram suspensos em Munique e Frankfurt, dois dos maiores aeroportos da Alemanha, bem como nos aeroportos de Bremen, Hamburgo e Estugarda. A operadora ferroviária Deutsche Bahn cancelou os serviços de comboio de longa distância.

Abaixo estão os detalhes dos operadores que já anunciaram a interrupção. Este artigo será atualizado se forem feitos mais anúncios.

Como é que os comboios serão afetados na Alemanha?

A operadora ferroviária alemã, Deutsche Bahn, anunciou na quinta-feira que não haverá comboios de longo curso na segunda-feira, com "numerosos comboios" a serem também cancelados na terça-feira. A companhia exortou os passageiros que deverão viajar na segunda-feira a adiar a sua viagem para o dia seguinte, se possível.

Numa declaração a Deutsche Bahn afirmou: "Isto irá afetar todas as operações ferroviárias alemãs, uma vez que os empregados de todas as áreas da Deutsche Bahn e de outras empresas ferroviárias estarão em greve, o tráfego de longa distância da Deutsche Bahn é, portanto, completamente descontinuado".

"De acordo com declarações do sindicato, os primeiros efeitos da greve dos trabalhadores são possíveis já no domingo à noite. Também na terça-feira numerosos comboios serão cancelados devido aos efeitos secundários da greve", acrescentou a companhia.

A DB anunciou que a maioria dos comboios regionais também estará parada durante o dia.

Para além disso, alguns comboios poderão ser cancelados na terça-feira devido a efeitos de arrastamento.

Os trabalhadores da Transdev, AKN, Osthannoversche Eisenbahnen, erixx, vlexx, eurobahn, e dos Länderbahn também são afetados.

Isto significa que para além da Deutsche Bahn, que gere serviços como o S-Bahn e comboios regionais em cidades alemãs, os transportes locais serão perturbados em sete dos dezasseis estados federais da Alemanha. Estes incluem alguns dos estados mais populosos do país: Baviera, Baden-Württemberg, Hesse, Baixa Saxónia, Renânia do Norte-Vestefália, Renânia-Palatinado, e Saxónia.

PUBLICIDADE

A operadora ferroviária suíça, SBB, diz que irá fornecer comboios de substituição para as viagens transfronteiriças entre a Suíça e a Alemanha no troço suíço do trajeto, mas o número de lugares nestes comboios poderá ser reduzido.

A empresa desencoraja fortemente as viagens a 27 de março e avisa que os seus horários em linha podem sofrer perturbação devida à greve.

Os voos serão cancelados na Alemanha?

O aeroporto mais movimentado da Alemanha, o aeroporto de Frankfurt, disse que está a cancelar todos os voos na segunda-feira.

"Todas as tarefas que permitem operações de voo completas são suspensas devido à greve", anunciou a empresa operadora do aeroporto, Fraport.

O Aeroporto de Munique, o segundo aeroporto mais movimentado do país, anunciou que não haverá voos de passageiros no domingo e na segunda-feira.

PUBLICIDADE

Os aeroportos de Bremen, Dortmund, Hamburgo e Estugarda também cancelaram todos os voos - tanto de descolagem como de aterragem - com mais aeroportos suscetíveis de se seguirem.

O aeroporto de Düsseldorf avisou os passageiros para esperarem graves perturbações na manhã de terça-feira, com quase todos os voos cancelados na manhã de segunda-feira. O aeroporto aconselhou os passageiros a manterem a bagagem de mão a um mínimo para ajudar a aliviar os atrasos de segurança no caso improvável de os voos se realizarem.

São também esperadas perturbações maciças no Aeroporto de Colónia/Bona. Nos aeroportos de Leipzig e Dresden, todos os voos domésticos alemães foram cancelados.

Embora o aeroporto de Karlsruhe/Baden-Baden não esteja à espera de cancelamentos, os passageiros devem preparar-se para tempos de espera mais longos, uma vez que o pessoal do posto de controlo de segurança está em greve. Os voos de passageiros no Aeroporto de Nuremberga foram cancelados.

Os viajantes são aconselhados a contactar diretamente a sua companhia aérea para saberem se o seu voo está a funcionar.

PUBLICIDADE

Porque é que os trabalhadores dos transportes estão em greve na Alemanha?

Como em muitos outros países, os alemães estão a lutar contra uma inflação crescente após a invasão russa da Ucrânia ter feito subir os custos dos alimentos e da energia.

O Verdi está empenhado numa série de negociações salariais, procura um aumento salarial de 10,5%. Os empregadores ofereceram um total de 5% em duas fases, mais pagamentos únicos de 2.500 euros.

O EVG está a procurar um aumento de 12%. A Deutsche Bahn, o principal operador ferroviário da Alemanha, também ofereceu um aumento em duas fases, num total de 5% mais pagamentos únicos.

A taxa de inflação anual da Alemanha em fevereiro foi de 8,7%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greve geral no nono dia de protestos contra reforma das pensões

Jovens médicos em greve no Reino Unido

Onde se recorre mais à greve na Europa?