EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Parlamento aprova lei que protege Netanyahu

Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu Direitos de autor Abir Sultan/ABIR SULTAN / POOL
Direitos de autor Abir Sultan/ABIR SULTAN / POOL
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Texto adotado após intenso debate impede Supremo Tribunal de obrigar chefe do governo a suspender funções em caso de conflito de interesses

PUBLICIDADE

Benjamin Netanyahu conquista mais uma vitória na polémica reforma do sistema judicial que têm sido intensamente contestada nas ruas de Israel.

Depois de uma maratona noturna, o Parlamento aprovou, com 61 votos a favor e 47 contra, uma lei que impede o Supremo Tribunal israelita de forçar o primeiro-ministro a suspender funções ou mesmo demitir-se numa situação de conflito de interesses. 

Um texto que é considerado pelos opositores como feito à medida para proteger Netanyahu face aos múltiplos casos de corrupção pelos quais deve responder.

Iris Cohen-Aida, manifestante: "Estou preocupada com a nossa democracia. Estou profundamente preocupada com o que está a acontecer no nosso país, com a chamada reforma da Justiça, que na realidade está a tentar formar uma ditadura no nosso país."

Milhares de pessoas voltaram a desfilar por todo o país com palavras de ordem contra o governo. 

Os protestos, iniciados há três meses, contestam uma reforma que pretende dar um controlo total ao governo na nomeação de juízes, incluindo os do Supremo Tribunal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Netanyahu despede ministro da Defesa e aumenta revolta popular

Israelitas manifestam-se contra revisão do sistema judicial

Sirenes soam em Telavive pela primeira vez em meses, depois do Hamas ter disparado rockets