Bancários condenados por ajudarem Putin a lavar dinheiro

Bancários condenados por ajudarem Putin a lavar dinheiro
Bancários condenados por ajudarem Putin a lavar dinheiro Direitos de autor AP Photo/Ivan Sekretarev, Pool, File
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Funcionários de banco russo na Suíça considerados negligentes na monitorização das transações financeiras de um amigo próximo de Putin

PUBLICIDADE

Quatro antigos bancários na filial suíça de um banco russo foram considerados culpados de negligência na monitorização de transações financeiras.

De acordo com a justiça suíça, os funcionários em questão ajudaram Serguei Roldugin a depositar vários milhões de francos em duas contas, entre 2014 e 2016, sem investigarem devidamente a origem dos fundos, o que constitui uma violação das leis suíças contra a lavagem de dinheiro.

Roldugin é um violoncelista conceituado na Rússia e amigo de longa data de Vladimir Putin, sendo inclusivamente padrinho da sua filha mais velha.

A ligação foi revelada pelos Panama Papers, em 2016, que sugeriram que Roldugin era um dos homens utilizados pelo Presidente russo para canalizar dinheiro para o estrangeiro.

O Kremlin sempre negou as acusações mas os bancários acabaram mesmo por ser considerados culpados e condenados ao pagamento de uma multa com pena suspensa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antigo informador do FBI acusado de mentir sobre ligações de Joe e Hunter Biden à Ucrânia

Julgamento de Trump por suborno começa a 25 de março em Manhattan

Arranca julgamento de Dani Alves, antigo futebolista do Barça acusado de violação