EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Tribunal Internacional de Justiça recusa desbloqueio de fundos iranianos

O representante dos EUA, Richard Visek, no Tribunal Internacional de Justiça, em Haia
O representante dos EUA, Richard Visek, no Tribunal Internacional de Justiça, em Haia Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Máxima instância da ONU diz não ser competente para se pronunciar sobre ativos do banco central iraniano congelados pelos EUA

PUBLICIDADE

O Tribunal Internacional de Justiça recusou o pedido de Teerão para desbloquear dois mil milhões de dólares de ativos do banco central iraniano, congelados pelos Estados Unidos em represália a supostos ataques terroristas, afirmando não ter competência para se pronunciar sobre a questão.

Mas a mais alta instância judicial da ONU também considerou que Washington "violou" os direitos de companhias e cidadãos iranianos que também viram os bens congelados.

Kirill Gevorgian, juíz presidente:"O tribunal concluiu que os Estados Unidos violaram as suas obrigações sob o artigo quarto, parágrafo primeiro, do Tratado da Amizade."

Ambos os países saudaram o veredito e reclamaram vitória.

Para o Irão, "demonstra mais uma vez a legitimidade das reivindicações" de Teerão e o "comportamento ilegal" dos Estados Unidos.

Washington falou, por seu lado, de uma "vitória maior" para o país e para "as vítimas do terrorismo patrocinado pelo Estado iraniano".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Irão: Líder supremo preside ao cortejo fúnebre do presidente Raisi em Teerão

Milhares de iranianos reuniram-se em Tabriz para se despedirem do presidente Ebraham Raisi

Como é que o presidente do Irão foi parar a um helicóptero americano com mais de 40 anos?