Oposição tunisina desmantelada

Ghannouchi declarou que a Tunísia se prepara para mergulhar numa guerra civil
Ghannouchi declarou que a Tunísia se prepara para mergulhar numa guerra civil Direitos de autor AP Photo/Hassene Dridi
Direitos de autor AP Photo/Hassene Dridi
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades detiveram líder islâmico Rached Ghannouchi. Todas as instalações do partido Ennahda foram encerradas

PUBLICIDADE

Após deterem Rached Ghannouchi, o líder do movimento islâmico Ennahda, foram as instalações deste partido que as autoridades da Tunísia encerraram esta terça-feira. Não só a sede na capital, Tunes, mas em todo o país.

Ghannouchi é considerado o maior opositor do atual presidente Kais Saied, que tem reforçado os próprios poderes e aumentado os receios de deriva autoritária não só entre muitos tunisinos, como também na União Europeia

Bruxelas exprimiu "uma grande preocupação" com estes desenvolvimentos e salientou a importância "do pluralismo político", que é uma das bases para a parceria com a Europa.

Antes da sua detenção, Ghannouchi declarou que a Tunísia se prepara para mergulhar numa guerra civil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lei dos "agentes estrangeiros" causa tumulto na Geórgia

Milhares de pessoas protestam na Hungria contra o governo de Viktor Orbán

Detidos suspeitos de morte de menina de dois anos