Russos preparam-se para contraofensiva em Kherson

Analistas russos corrigem previsões sobre a estratégia ucraniana
Analistas russos corrigem previsões sobre a estratégia ucraniana   -  Direitos de autor  Euronews
De  Oleksandra Vakulina

Oficiais e analistas russos desviam atenções de Zaporizhzhia

Oficiais do exército ucraniano revelaram que as forças russas continuam os preparativos defensivos no sul da Ucrânia. Achefe do Centro Conjunto de Imprensa da Coordenação Ucraniana das Forças do Sul, Nataliya Humenyuk, declarou que as forças russas minaram a margem oriental do rio Dnipro, na região de Kherson, em preparação para uma possível contraofensiva ucraniana.

Alguns oficiais russos e milbloggers - bloggers especialiostas em assuntos militares - alteraram o discurso de alerta para uma possível contraofensiva ucraniana.

Fontes russas que antes alertavam para uma possível contra-ofensiva ucraniana na região de Zaporizhzhia estão agora a avisar que as forças ucranianas podem conduzir uma contraofensiva na região de Kherson.

O responsável pela ocupação da região de Kherson nomeado por Moscovo, Vladimir Saldo, afirmou a 18 de Abril que as forças ucranianas concentraram forças não especificadas na margem ocidental da região de Kherson e demonstraram vontade de atravessar o rio Dnipro.

Saldo também emitiu ordens para apreender barcos na região de proprietários civis "para as necessidades dos militares russos".

Os milbloggers russos analisaram em detalhe as alegações de Saldo, concluindo que as forças ucranianas estão a preparar-se para estabelecer uma fortificação sobre o rio Dnipro.

As alegações de Saldo coincide com a recente visita do Presidente russo Vladimir Putin à retaguarda russa no Arabat Spit, na região de Kherson - a pelo menos 130 km da linha da frente mais próxima - para verificar os preparativos russos para uma possível contraofensiva ucraniana.

O Instituto para o Estudo da Guerra afirma: anteriormente os milbloggers russos afirmavam que as forças ucranianas se reuniriam para uma contra-ofensiva na região de Zaporizhzhizia e alertavam para a iminência de contraofensivas desde Outubro de 2022.

Notícias relacionadas

Hot Topic

Saiba mais sobre

Guerra Rússia-Ucrânia