EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Kiev nega ter tentado matar Putin em ataque com drones

Kremlin terá sido alvo de ataque com drones
Kremlin terá sido alvo de ataque com drones Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Moscovo acusa a Ucrânia de ter efetuado ataque com drones contra o Kremlin na noite passada

PUBLICIDADE

A Rússia acusa a Ucrânia de ter tentado matar Putin, num ataque com 'drones' contra o Kremlin na noite passada. A presidência ucraniana desmente.

Um alegado vídeo do ataque foi entretanto difundido no Twitter e reproduzido por alguns media internacionais, mas as imagens ainda não foram verificadas.

Em comunicado, Moscovo já disse que Putin não estava no Kremlin e que "vai responder como e quando entender ser necessário".

Questionado sobre o uso de drones a 9 de maio, data que celebra a vitória soviética sobre os nazis, o porta-voz do Kremlin disse que fará o que os serviços especiais recomendarem. 

A Ucrânia nega ter qualquer coisa a ver com o ataque. O assessor presidencial Mikhaylo Podolyak vê por trás desse suposto ataque um plano para justificar futuras ações terroristas ou ataques contra civis. 

"Em relação aos drones sobre o Kremlin, tudo é bastante transparente e claro, mas vou falar na mesma sobre isso. Ante

Antes de mais, a Ucrânia, sem dúvida, não tem nada a ver com isso, porque não há valor militar em tais ações."

O porta-voz do Kremlin garantiu que o desfile militar na Praça Vermelha, em Moscovo, vai realizar-se como previsto.

A autarquia de Moscovo proibiu, esta quarta-feira, os voos de 'drones' não autorizados .

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia lança ataque contra Kiev

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Primeiro-ministro da Índia critica invasão russa à Ucrânia durante encontro com Putin