Zelenskyy proibido de participar no Festival Eurovisão da Canção

Tvorchi, grupo ucraniano de música eletrónica, ensaiam para uma participação no Festival Eurovisão da Canção, Liverpool, Inglaterra
Tvorchi, grupo ucraniano de música eletrónica, ensaiam para uma participação no Festival Eurovisão da Canção, Liverpool, Inglaterra Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Ucrânia tinha pedido para deixar uma mensagem em vídeo. Organização rejeita, alegando que conteúdo político "violaria as regras do evento".

PUBLICIDADE

Volodymyr Zelenskyy está de fora da final do Festival Eurovisão da Canção. O Presidente ucraniano não teve autorização para discursar durante o espectáculo, através de uma mensagem em vídeo, devido ao "carácter não político do evento" que "proíbe declarações políticas ou similares durante o concurso", explicou União Europeia de Radiodifusão (EBU).

"O pedido do Sr. Zelensky para se dirigir ao público do Festival Eurovisão da Canção, embora feito com intenções louváveis, não pode ser aceite com relutância, uma vez que violaria as regras do evento", afirmou o organizador do concurso o concurso.

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, mostrou-se desapontado com a decisão da EBU, dizendo que "os valores pelos quais a Ucrânia luta não são políticos, mas sim fundamentais".

A Ucrânia foi o país vencedor do ano passado e, por essa razão, deveria acolher o festival este ano. Mas devido à guerra no território, o Reino Unido ofereceu-se para realizar a competição, que está a decorrer em Liverpool, no norte de Inglaterra.

A final, que está marcada para este sábado e vai contar com a participação de 26 países, entre os quais Portugal, fará uma homenagem especial à Ucrânia, com a atuação de 11 artistas ucranianos, incluindo o grupo vencedor do ano passado, a Kalush Orchestra.

Durante a noite, serão ainda projetados vídeos de diferentes regiões do país.

Também Liverpool quis mostrar o seu apoio à Ucrânia ao inaugurar,  como "símbolo de esperança", uma estátua em alumínio de um homem a segurar um livro, de onde voa uma pomba com uma bandeira ucraniana.

A estátua deverá permanecer no Strawberry Field, o jardim que rodeia o orfanato do Exército de Salvação e que deu o nome à canção de culto dos Beatles, até ao momento em que puder ser enviada para a Ucrânia, quando a paz regressar.

Tal como aconteceu na edição de 2022, a Rússia foi excluída da competição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia diz que repeliu ataques ucranianos, Kiev afirma que precisa de mais tempo

Rússia tenta consolidar posições em torno de Avdiivka

Ucrânia abate três bombardeiros russos