Justiça dá luz verde a operação francesa para demolir bairro de lata e expulsar imigrantes

Governo francês quer expulsar até 10 mil imigrantes clandestinos de Mayotte
Governo francês quer expulsar até 10 mil imigrantes clandestinos de Mayotte Direitos de autor Jerome Delay/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Governo francês pode agora recomeçar operação Wuambushu no departamento francês ultramarino de Mayotte.

PUBLICIDADE

A Justiça autorizou o recomeço da operação para demolir um bairro de lata no departamento francês de Mayotte, situado entre Moçambique e Madagáscar.

No passado dia 24, o tribunal judicial de Mamoudzou, tinha suspendido a operação Wuambushu, considerando que a demolição das barracas "poria em perigo a segurança" dos restantes habitantes, cujas habitações ficariam fragilizadas.

O Tribunal de Recurso reverteu agora esta decisão, pelo que pode recomeçar a polémica operação. O Governo francês tinha enviado 1800 elementos das forças de segurança para desmantelar o bairro e expulsar até 10 mil imigrantes clandestinos do arquipélago de Mayotte.

A operação desencadeou confrontos entre jovens e as forças de segurança e alimentou tensões políticas com as Comores sobre o retorno dos migrantes

A operação é criticada por defensores de direitos humanos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise migratória no Mediterrâneo: Da Tunísia à Itália, quem são aqueles que fogem para a Europa?

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023

Cerimónia histórica: guardas britânicos no Eliseu e franceses no Palácio de Buckingham