Emília Romana permanece em alerta vermelho

Inundações em Itália
Inundações em Itália Direitos de autor ALESSANDRO SERRANO/AFP or licensors
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O nordeste de Itália continua em alerta vermelho. A chuva não cessa de fustigar a região de Emília Romana. Intempéries fizeram pelo menos 14 mortos

PUBLICIDADE

A região de Emilia Romana, no nordeste de Itália, permanece em alerta vermelho.

As operações de resgate, limpeza e recuperação nas áreas inundadas prosseguem, depois das intempéries da semana passada que fizeram pelo menos 14 mortos. Há pessoas dadas como desaparecidas. Mais de 36 mil habitantes foram obrigados a abandonar as suas casas, em particular nos arredores de Ravena.

A queda de umhelicóptero que estava a reparar as linhas de alta tensão no sábado acabou sem vítimas mortais. Há registo de um ferido entre os quatro tripulantes.

A chuva continua a fustigar a região. As cheias provocaram o corte de mais de meio milhar de estradas e registaram-se três centenas de deslizamentos de terras.

A primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, encurtou a presença na cimeira do G7 no Japão e regressou a casa para visitar a região devastada este domingo. Meloni agradeceu a ajuda que os dirigentes presentes em Hiroxima disponibilizaram ao seu país.

A chefe do governo de Roma teve também uma palavra para os mais de cinco mil profissionais e voluntários envolvidos nas operações de resgate e apoio aos sinistrados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chuvas torrenciais deixam rasto de morte e destruição na Itália e Europa central

Cheias mataram pelo menos cinco pessoas em Itália

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?