EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Espanhóis escolhem a direita nas eleições municipais e regionais

Eleições em Espanha
Eleições em Espanha Direitos de autor Alvaro Barrientos/Copyright 2019 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Alvaro Barrientos/Copyright 2019 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As eleições municipais e regionais deste domingo confirmaram a viragem à direita em Espanha, com a vitória do conservador Partido Popular (PP) na maioria das câmaras municipais e governos regionais em disputa, e o fracasso dos socialistas do PSOE a poucos meses das eleições gerais.

PUBLICIDADE

Espanha virou à direita nas eleições municipais e regionais deste domingo. O Partido Popular, de centro-direita, comandado por Alberto Nuñez Feijoó, vence em toda a linha, tanto na percentagem total de votos, como no número de mandatos nas câmaras municipais e governos regionais.

O PP venceu em sete das dez maiores cidades espanholas. Mantém quer o município quer o governo regional de Madrid e arrebata às forças de esquerda câmaras como as de Sevilha e Valência.

Para o PSOE, partido socialista do primeiro-ministro Pedro Sánchez, estes resultados são um balde de água fria, com os espanhóis a demonstrarem nas urnas o descontentamento para com o atual governo.

Se o partido centrista Ciudadanos praticamente desaparece do mapa político, já o VOX, de extrema-direita, conseguiu triplicar o número de mandatos e pode ser fundamental para o PP formar coligações nos governos regionais de Aragão, Ilhas Baleares e Comunidade Valenciana.

Outra derrotada foi Ada Colau, até agora presidente da câmara de Barcelona, apoiada pelas forças mais à esquerda, que deve perder o mandato. A coligação independentista "Juntos pela Catalunha", liderada por Xavier Trias, ficou à frente, seguida pelos socialistas.

Devido às alianças que podem vir a formar-se, ainda não é claro quem irá liderar o município de Barcelona.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha quer pelo menos 40% de mulheres nos centros de decisão

Ilha de Menorca: aldeia de Binibeca Vell com horário restrito de visitas durante o verão

Reconhecimento do Estado palestiniano é apenas um "pequeno passo", dizem espanhóis