EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ucrânia diz que continua a contra-atacar forças russas em Bakhmut

Soldado ucraniano dispara um morteiro contra posições russas na linha de frente perto de Bakhmut, região de Donetsk, Ucrânia, domingo, 28 de maio de 2023.
Soldado ucraniano dispara um morteiro contra posições russas na linha de frente perto de Bakhmut, região de Donetsk, Ucrânia, domingo, 28 de maio de 2023. Direitos de autor Efrem Lukatsky/AP
Direitos de autor Efrem Lukatsky/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Batalha pelo controlo da cidade tem sido das mais sangrentas da guerra na Ucrânia.

PUBLICIDADE

A Rússia pode até ter reclamado a vitória na batalha por Bakhmut, mas a Ucrânia diz que as forças do país estão no terreno, que mantêm as posições e até estão a contra-atacar.

Nas encostas e campos nos flancos da linha de frente da cidade, as unidades de combate mantêm a pressão sobre as forças russas com disparos de morteiros constantes.

O comandante da unidade de combate ucraniana, Oleh Shiryaev, diz que a luta não acabou, mas que está a entrar numa nova fase: "a guerra continua e continuará. Ou seja, vamos avançar pelos flancos. Posso falar por mim e posso responder pela minha unidade que estamos a avançar, a cumprir com as tarefas de combate que nos foram atribuídas pelo comando superior. Tudo se está, lentamente, a encaixar."

A reviravolta em Bakhmut ocorre numa altura em que a Ucrânia se prepara para lançar uma contra-ofensiva mais ampla em toda a região.

A Rússia pagou um custo humano muito alto para capturar a cidade. Qualquer ação ucraniana que afrouxe o controlo russo sobre a cidade na região de Donetsk seria um grande embaraço militar e político para o Kremlin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia recupera território em alerta para possível sabotagem russa em Zaporíjia

Ministério da Defesa russo diz ter frustrado ataque ucraniano ao seu território

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa