EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Lei sobre influência russa abre polémica na Polónia

Lei sobre influência russa abre polémica na Polónia
Lei sobre influência russa abre polémica na Polónia Direitos de autor AP Photo/Czarek Sokolowski
Direitos de autor AP Photo/Czarek Sokolowski
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Críticos queixam-se que serve apenas para condicionar oposição, defensores acreditam que vai aumentar transparência

PUBLICIDADE

A Polónia está preocupada com a influência russa e aprovou uma lei que cria uma comissão para investigar eventuais interferências do Kremlin no país. A medida permite o afastamento de cargos públicos até dez anos, foi descrita pela oposição como inconstitucional e criticada por União Europeia e Estados Unidos.

Apesar de reconhecer a necessidade de alterações, o Presidente Andrzej Duda não hesitou em promulgar a lei:

"Não creio que as dúvidas constitucionais levantadas por algumas pessoas sejam importantes ao ponto de bloquear a entrada em vigor desta medida. Deve estar operacional o mais rapidamente possível."

As críticas não se limitaram ao mundo da política. A classe jurídica do país também tem dúvidas em torno da nova legislação e suspeita que o objetivo será meramente político.

Paweł Chmielnicki é professor de Direito, considera que "um órgão do Estado, especialmente um que tem poderes executivos, não pode definir a sua própria esfera de ação, é inaceitável à luz da Constituição. A lei sobre a comissão de verificação pode também ser vista como uma tentativa de contornar o artigo 111º da Constituição sobre as comissões parlamentar de inquérito. Pode simplesmente argumentar-se que esta lei foi aprovada para evitar a exigência de rigor que se aplica às comissões de inquérito parlamentar."

Para muitos, a lei pretende apenas condicionar a candidatura de Donald Tusk nas eleições do fim do ano. O antigo primeiro-ministro, atualmente na oposição, esteve este domingo numa manifestação contra o governo que juntou meio milhão de pessoas em Varsóvia e onde estava também o primeiro Presidente eleito por voto popular no país, Lech Wałęsa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia: Explosão em fábrica de armamento provoca 1 morto

Donald Tusk em campanha para as europeias reúne milhares de apoiantes em Varsóvia

Divisão entre direita e centro-direita na Polónia pode dificultar coligação conservadora na UE