EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Situação tensa na Rússia. Autarca de Moscovo pede às pessoas para ficarem em casa

A situação continua tensa em Rostov.
A situação continua tensa em Rostov. Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Vladimir Putin diz que a rebelião do grupo de mercenários russos Wagner representa uma "facada nas costas" e promete punir os responsáveis.

PUBLICIDADE

A situação na Rússia permanece tensa, na sequência da ocupação de Rostov, cidade-chave no sul do país para a guerra na Ucrânia.

A revolta foi convocada pelo líder do grupo paramilitar Wagner contra o alto comando militar da Rússia.

Yevgeny Prigozhin disse que uma coluna militar de mercenários está a caminho de Moscovo.

Na reação aos acontecimentos, o presidente russo, Vladimir Putin, sublinhou que a rebelião representa uma "facada nas costas” e que os responsáveis serão punidos: “os que organizaram e prepararam a rebelião militar, que levantaram armas contra os seus compatriotas de armas, traíram os companheiros de armas, traíram a Rússia e serão responsabilizados pelo sucedido."

Nas ruas de Moscovo, há um estado de alerta máximo. Foi declarada uma operação antiterrorista.

O presidente da Câmara de Moscovo diz que a situação é difícil e pediu às pessoas para não saírem de casa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Irão: Líder supremo preside ao cortejo fúnebre do presidente Raisi em Teerão

Milhares de iranianos reuniram-se em Tabriz para se despedirem do presidente Ebraham Raisi

Eleições presidenciais no Irão marcadas para 28 de junho