EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Roménia denuncia ataques no Danúbio ucraniano

Arquivo: Porto do rio Danúbio
Arquivo: Porto do rio Danúbio Direitos de autor DANIEL MIHAILESCU/AFP or licensors
Direitos de autor DANIEL MIHAILESCU/AFP or licensors
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A cidade portuária ucraniana de Reni fica em frente à Roménia e também faz fronteira com a Moldávia.

PUBLICIDADE

O presidente romeno alertou esta segunda-feira para "os graves riscos de segurança no Mar Negro", depois de a Rússia ter bombardeado instalações portuárias no Danúbio, na fronteira entre a Roménia e a Moldávia.

"Condeno veementemente os recentes ataques russos a infraestruturas civis ucranianas no Danúbio, muito perto da Roménia, membro da NATO", escreveu Klaus Iohannis na conta do Twitter.

As autoridades ucranianas já confirmaram um ataque de drones russos a infraestruturas portuárias na região de Odessa, no sul do país, que durou quatro horas.

A cidade portuária ucraniana de Reni, que fica situada a 200 metros da Roménia, do outro lado do rio Danúbio, também faz fronteira com a Moldávia.

Seis trabalhadores portuários ficaram feridos e quatro tiveram de ser hospitalizados.

"Esta recente escalada está também a afetar o trânsito de cereais ucranianos e, por conseguinte, a segurança alimentar mundial", afirmou o presidente romeno.

As tensões no Mar Negro aumentaram com o fim do acordo sobre cereais que era crucial para o abastecimento alimentar mundial. Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, uma grande parte dos cereais ucranianos passou pelo Danúbio e pelo porto romeno de Constanta, no Mar Negro.

Na semana passada, Moscovo anunciou a suspensão do acordo de exportação de cereais a partir de portos ucranianos, alegando que os compromissos assumidos em relação à parte russa não foram cumpridos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia bombardeia cidades-chave para o acordo de cereais da Ucrânia

Ataque russo com mísseis faz seis mortos em subúrbio de Kharkiv

Civis eslovacos já doaram mais de 4 milhões de euros à Ucrânia para aquisição de munições