EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Arrivederci, Buffon! Italiano tira as luvas e fecha carreira repleta de êxitos

Buffon no Mundial de 2014, no Brasil
Buffon no Mundial de 2014, no Brasil Direitos de autor AP Photo/Hassan Ammar, Arquivo
Direitos de autor AP Photo/Hassan Ammar, Arquivo
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Guarda-redes italiano cumpriu a última época na segunda divisão italiana, no clube onde tudo tinha começado em 1995. Fica ligado a um momento mágico de Ronaldo

PUBLICIDADE

Arrivederci, Gian Luigi Buffon. O guarda-redes italiano disse adeus ao futebol profissional aos 45 anos e após uma impressionante carreira com quase três décadas ao mais alto nível.

Buffon apresenta um currículo preenchido de êxitos, incluindo um campeonato do mundo ganho com a Itália em 2006, na Alemanha, e 10 ligas italianas, todas ganha pela Juventus, à qual se juntou em 2003 e de onde saiu para jogar uma temporada na primeira tentativa do Paris Saint-Germain de montar uma equipa "galática", com Neymar, Mbappé, Thiago Silva e Di Maria.

Voltaria à Juventus na temporada seguinte e, de novo, para ser campeão, agora ao lado de Cristiano Ronaldo, jogador a quem ficou ligado devido a um dos melhores golos da História do futebol, sobretudo por ser ele o guarda-redes batido.

Aconteceu em abril de 2018, nas meias finais da Liga dos campeões. Os espanhóis venceram por 3-0, em Turim, mas o que ficou para a história foi o pontapé de bicicleta de Ronaldo que deixou Buffon frustrado e sem reação pregado ao relvado.

Os dois viriam a ser colegas de equipas poucos meses depois em Turim e Buffon nunca escondeu a admiração pelo português apesar daqueles "25 segundos" de irritação após a mítica "bicicleta" de Ronaldo.

Buffon começou a carreira no Parma, estreando-se na primeira equipa em 1995, pouco antes de celebrar os 18 anos. Em 2001, transferiu-se para a Juventus, por 52 milhões de euros, Ali ficou até 2018, quando aceitou o desafio lançado Paris Saint-Germain. Ficou apenas um ano, mas saiu com o título francês também no currículo.

Voltaria à Juventus, que tinha contratado Ronaldo na época anterior, e voltou a ser campeão italiano. Em 2021, começou a preparar a reforma e decidiu voltar à casa de partida, a Parma, onde a equipa tinha conseguido voltar a Serie A, mas de onde voltaria a cair no final da temporada.

Após um ano na Serie B, Buffon decide ser hora de tirar as luvas e afastar-se do futebol profissional. Acaba de o confirmar com uma mensagem nas redes sociais, em inglês.

"É tudo, rapaziada! Vocês deram-me tudo. Eu dei-vos tudo. Fizemo-lo juntos", escreveu o italiano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Juventus não vai recorrer da decisão da UEFA

Jamaica faz tremer permanência do Brasil no Mundial

Ouro do Cazaquistão e de Itália no Grand Slam de Judo em Astana