EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Secretário-geral da ONU lamenta que "ordem constitucional" não seja restabelecida no Níger

Capital do Níger
Capital do Níger Direitos de autor -/AFP or licensors
Direitos de autor -/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estados Unidos dizem que ainda é possível pôr um fim ao golpe de Estado através da diplomacia.

PUBLICIDADE

Na capital do Níger não há sinais de qualquer mobilização das forças de segurança. Na primeira reação oficial desde que a junta militar ignorou o prazo da meia-noite deste domingo para reintegrar o Presidente democraticamente eleito, a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) disse que vai reunir na próxima quinta-feira.

Para os Estados Unidos, ainda ainda é possível pôr um fim ao golpe de Estado no Níger através do diálogo. Esta segunda-feira, Matthew Miller, o porta-voz do Departamento de Estado disse que "a janela de oportunidade está definitivamente aberta".

O Secretário-Geral das Nações Unidas continua mostrar preocupação com a detenção do Presidente Bazoum e com o fracasso do restabelecimento da ordem constitucional no Níger". António Guterres sublinha "a necessidade urgente de garantir o trabalho humanitário que salva vidas no país”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países da África Ocidental ordenam ativação imediata de força militar para restaurar ordem no Níger

Líderes da CEDEAO procuram solução para crise no Níger

Níger: ultimato da CEDEAO expira este domingo