EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Pedro Briones, líder político local, assassinado a tiros no Equador

Este é o segundo assassinato em vésperas de eleições no país.
Este é o segundo assassinato em vésperas de eleições no país. Direitos de autor Dolores Ochoa/AP.
Direitos de autor Dolores Ochoa/AP.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Briones estava à frente de movimento político fundado pelo ex-presidente do Equador Rafael Correa.

PUBLICIDADE

Morto a tiros, a escassos dias das presidenciais no EquadorPedro Briones, um líder local do movimento político "Revolución Ciudadana", fundado pelo ex-presidente do país Rafael Correa, foi assassinado, esta segunda-feira, na província de Esmeraldas que faz fronteira com a Colômbia.

Cinco dias antes, a vítima foi Fernando Villavicencio. O candidato presidencial do movimento de centro direita "Construye" foi assassinado quando se despedia de apoiantes após participar em uma ação de campanha em Quito.

Luisa González, a candidata do "Revolución Ciudadana" favorita nas sondagens disse que o Equador vive a sua "época mais sangrenta." Acusou o governo de inação e apontou o dedo ao presidente conservador Guillermo Lasso.

Lasso atribui a violência ao crime organizado e ao narcotráfico.

As eleições presidenciais estão marcadas para 20 de agosto, entre níveis crescentes de criminalidade a par de relatos de violência e assassinatos em várias cidades e presídios.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia do Equador detém quase 70 membros de gangue que tentavam controlar hospital

Espiral de violência no Equador

Operação para conter onda de violência no Equador faz mais de 350 detenções